MP-AP recebeu alunos da Escola Estadual José de AnchietaCerca de 50 alunos da Escola Estadual José de Anchieta, participaram hoje (22), de uma visita institucional ao prédio da Procuradoria-Geral de Justiça Haroldo Franco.

 

A visita foi realizada em parceria com o Programa MP-Comunitário, com o Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude e Educação (CAOP-IJE) e demais órgãosPGJ Roberto Alvares Procuradora de Justiça Judith Teles promotor de Justiça André Araújo e Diretora da escola Cátia Regina do Estado, que recentemente instalaram e promoveram o Curso de Práticas Restaurativas com os professores, alunos e pais.

 

“Espero que todos se sintam muito bem acolhidos por nossa instituição, essa é a casa de vocês, é a casa do povo” disse o procurador-geral de Justiça, Roberto Alvares, ao receber os presentes.

 

Antes de dar início à visita, os estudantes foram contemplados com a banda municipal que tocou o hino nacional e Estadual, em frente ao prédio da instituição, emocionando os membros do MP, diretores, professores e alunos, os quais fizeram um circulo ao redor da Samaúma, símbolo do MP-AP, como referência aos círculos restaurativos implantado nas escolas em prol da comunidade escolar.

A Banda da Polícia Militar do estado tocou na recepção dos alunos

 

Logo após, os estudantes foram encaminhados ao auditório, onde foram recepcionados pelo Coral do MP-AP ao som de “Como é grande o meu amor por você (...)”. Durante a recepção, os alunos também foram convidados a conhecer o prédio e percorrer os corredores e setores da instituição, de forma a mostrar aos estudantes como funciona a instituição; o ingresso na carreira; a competência dos membros e servidores e, consequentemente, a atuação nas comarcas do interior e da capital.

 

Os estudantes se mostraram satisfeitos com a ação realizada. Beatriz, uma das alunas da escola, disse estar muito feliz. “O ciclo de restauração veio para nos mostrar Coral do MP-AP cantou na recepção dos alunosque podemos ser o que quisermos ser e, que não adianta tentar resolver tudo na briga, pois o melhor para todos é sempre o diálogo”.                                                                                                                                                                                  

“Tudo é possível, vocês podem ser um procurador-geral, promotor ou membros da justiça. A verdadeira força vem do nosso interior, vem do coração e não existe força maior para nos auxiliar a correr e acreditar em nossos sonhos que não seja Deus. Vocês são jovens e detentores de seus futuros, mantenham o foco e a paciência que o sucesso será traçado" ressaltou o PGJ aos visitantes.

Membros do MP-AP e estudantes estavam presentes na recepção dos alunos

 

Em seguida, a procuradora de Justiça, Coordenadora do CAOP-IJE, Judith Teles, disse que os jovens têm uma vasta oportunidade nos estudos e os aconselhou a buscar sempre o melhor para suas vidas. “Eu tenho certeza de que a lição que foi passada a vocês, foi com muito carinho. Nosso trabalho é feito com muito amor e vocês podem contar conosco 24 horas por dia, essa é a primeira parte de nossas ações para com vocês, que Deus ilumine a todos, e que o sucesso de vocês seja a riqueza, não somente material, mas principalmente, a riqueza dos relacionamentos interpessoais”, ressaltou a procuradora.

 

“O nome Ministério Público quer dizer Ministério do Povo, o MP então é de vocês. Eu gostaria de dizer aos estudantes que todo mundo é capaz de chegar onde quiserCirculo feito ao redor da Samaúma como referência ao Circulo de Práticas Restaurativas que nossos sonhos são de nossa responsabilidade, então, se você um dia quiser ser um promotor, por exemplo, estude muito, vá para a  escola e foque na educação que é repassada a vocês, e, não se sintam menos capacitados por estarem em escola pública. A vontade de vencer é do aluno, são vocês os responsáveis por suas conquistas” ressaltou o promotor de Justiça André Araújo.                                                                                                                  

Membros Servidores do MP-AP Diretores professores e alunos fizeram o encerramento da visita

 

A diretora da escola Cátia Regina Pinto, disse que, após a implantação do curso, alguns resultados já são notáveis, agradeceu a ajuda e empenho dos envolvidos na ação e disse está muito satisfeita com tudo. Hoje, a escola José de Anchieta já demonstra uma melhora significativa, os alunos, professores e pais estão mais entusiasmados na busca por melhorias”, afirmou.

 

Ao final, os alunos receberam de membros e servidores os seus certificados de participação no curso de Práticas Restaurativas.

O Núcleo de Práticas Restaurativas                                                                                                                                                                                                                        

Os “Círculos Restaurativos” apresentam uma metodologia para resolução de conflitos nas pessoas e suas relações, estabelecendo uma espécie de conexão entre elas, conhecendo e reconhecendo as diferenças existentes e oferecendo a todos a oportunidade de solucionar os problemas por meio de um diálogo franco e respeitoso.

 

E, em abril a escola José de Anchieta foi à primeira, dentre 50 instituição, a ter instalado o Núcleo de Práticas Restaurativas.

 

 

Luanderson Guimarães – estagiário de Jornalismo

SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá

Contato: (96) 3198-1616/(96) Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.