Faixa caop ij


DSCN4271O Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP), por meio do Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude e Educação (CAOP-IJE), realizou o Curso de Formação de Facilitadores em Práticas Restaurativas na Educação para os profissionais da Escola Estadual de Ensino fundamental e Médio Daniel de Carvalho, situada no bairro Infraero I. O evento contou com a participação especial do promotor de Justiça de Defesa da Educação, Roberto da Silva Alvares.

O curso tem por objetivo estimular a disseminação da paz na Escola. As metodologias restaurativas adotadas pelo projeto visam promover ações de enfrentamento à violência no ambiente escolar.

O evento aconteceu no período de 03 a 07 de abril, no Auditório do Complexo Cidadão da Zona Norte, nos turnos manhã e tarde, com 31 participantes e carga horária de 40 horas.

O curso iniciou com recepção aos cursistas, entrega do material de apoio e acolhida. Em seguida, houve apresentação e construção de expectativas, assim, como vídeos, músicas, textos e dramatizações com temas relevantes e reflexivos.

Os participantes também formaram grupos de 8 pessoas para dialogarem e escreverem entre si suas considerações sobre mudanças paradigmáticas, e responderam perguntas sobre conflito e violência. Houve apresentação do histórico da justiça restaurativa, bem como seus princípios e valores, além de características das práticas restaurativas, abordagem retributiva e métodos de resolução de conflitos.

No encerramento, houve a Elaboração do Plano de construção-Fortalecimento da Cultura de Paz na escola e socialização de propostas.

A professora Alessandra dos Anjos dos Santos disse que o curso foi importante para lembrar que as pessoas têm um lado bom, que pode ser resgatado, além de poder buscar no outro e dentro de si as coisas boas que queremos para nossa vida, família, alunos e toda escola que está tendo dificuldades.

“Temos que investir neles porque, se fosse fácil, não estaríamos aqui nessa missão de buscar o conhecimento e aprender com o outro e a lidar com as pessoas”, ressalta.

A Coordenadora Pedagógica, Sandra Mendes Pantoja, achou o curso muito proveitoso para a escola, principalmente em relação à indisciplina e à infrequência dos alunos.

“O Ministério Público é um grande parceiro da nossa escola, que, por ser dentro de uma comunidade rural, não tinha apoio algum. As práticas restaurativas vêm justamente para dar esse apoio dentro da escola, ao usarmos como um mecanismo dentro da entidade escolar tanto para ajudar os nossos alunos como também servirá para trazermos a comunidade para dentro da escola”, esclarece.

Diário Eletrônico

Edição Data Visualizar
95/2021 07/05/2021
94/2021 07/05/2021
93/2021 06/05/2021
92/2021 05/05/2021
91/2021 05/05/2021
90/2021 04/05/2021
89/2021 03/05/2021
88/2021 30/04/2021
87/2021 29/04/2021
86/2021 28/04/2021
Ver todos

Canais de Atendimento

Ouvidoria

Promotoria da Saúde

Corregedoria-Geral

Decisões dos Órgãos Colegiados
Res. 173-CNMP

Processos Distribuídos
Res. 110/2014-CNMP

Sistema Cuidar

Plantões

Espelho do MPAP

Plenário Virtual

Podcast do MP-AP

Mapa das Ouvidorias

Olá! Posso ajudar?
Sofia - Assistente Virtual
Online
  • 10:59     Sofia
    Olá, seja bem-vindo! Meu nome é Sofia, sou assistente virtual do MP-AP.
  • 10:59     Sofia
    Em que posso ajudar? 😊
  • 10:59     Selecione uma das opções