Visando a manutenção do equilíbrio natural do Meio Ambiente, o Ministério Público do Amapá (MP-AP), representado pela coordenadora do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente de Macapá (CAOP Ambiental), promotora de Justiça Ivana Cei, realizou a entrega de 300 cartilhas de conscientização para urbanização do município de Macapá. As cartilhas são parte de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), e devem ser disponibilizadas ao município e posteriormente à população. As entregas aconteceram na manhã desta quinta-feira (11), no Complexo Cidadão da Zona Norte, ao secretário Jorge Souza, titular da Secretaria Municipal de Meio Ambiente da capital amapaense.
 
Ainda, de acordo com o TAC, a implementação do Plano de Arborização Urbana do Município de Macapá, nomeado de "João Gualberto da Silva", ficará sob a responsabilidade da SEMAM, nas questões relativas à elaboração, análise e implementação de projetos e planos de manejo da arborização urbana, podendo ainda, firmar convênios, cooperações, parcerias e permissões com instituições públicas e provadas para consecução dos objetivos do Plano.
 

Conforme rege a Lei Municipal nº 026/2004 do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental, o objetivo da assinatura do TAC é que o Plano seja uma alternativa para buscar conforto ambiental no município, para manter o equilíbrio climático; erradicação das ilhas de calor; preencher o vazio arbóreo; utilizar a arborização na revitalização de espaços urbanos; contribuir para o processo de resiliência ambiental; como também, transformar o processo de arborização em instrumento de desenvolvimento urbano.
 
Para a coordenadora do CAOP Ambiental, com a distribuição das cartilhas é possível sensibilizar a comunidade sobre a importância da preservação do Meio Ambiente. “Inicialmente realizamos a entrega de 300 cartilhas, mas estamos trabalhando para realizar nova distribuição. É muito importante a difusão deste material à população, pois esclarece dúvidas e traz informações claras sobre o Plano de Arborização da nossa cidade. Nós estamos no meio da Floresta Amazônica e o município é tão desprovido de arborização, que gera preocupação do Ministério Público e de outras instituições. Por isso, queremos ajudar na conscientização e mostrar que entender e arborizar a cidade beneficia o meio ambiente e nossa qualidade de vida", manifestou Ivana Cei.
 
 
SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá

Contato: (96) 3198-1616/(96) Email:Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.