ONG Crianças que Brilham2Crianças da ONG Crianças que Brilham , da Área de Proteção Ambiental da Fazendinha (APA – Fazendinha) receberam da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, Conflitos Agrários, Habitação e Urbanização de Macapá (Prodemac), nesta quinta-feira, 21, camisas para as ações conscientização realizadas na área. As camisas são resultado de três Termos de Ajustamento de Conduta Ambiental (TAC) por crime ambiental de poluição sonora. A Organização realiza atividades com crianças e se prepara para neste sábado, 23, apresentar o coral infantil Crianças que Brilham, na Cantata de Natal.

 

“Estamos muito satisfeitos com esta parceria, as crianças serão identificadas com uniformes, e a estreia das camisas será na Cantata, quando estarão vestidas com elas”, disse Sidiane Nascimento, presidente da ONG. Ela explica que outros colaboradores ajudam os projetos da instituição, inclusive com a cantata, que envolve toda a comunidade. “Nossas atividades são na área ambiental, social, religiosa e cultural, e precisamos muito de apoio para que estas crianças sejam inseridas na sociedade e participem dos projetos da ONG. Somos gratos ao Ministério Público do Amapá, que através da Prodemac está nos ajudando”.

 

Esta APA está localizada no distrito de Fazendinha próximo ao Igarapé da Fortaleza, divisa entre os municípios de Macapá e Santana. Sua proximidade com o rio Amazonas e Igarapé da Fortaleza, a floresta nativa, as espécies da flora e a população tradicional, a tornou Unidade de Conservação de usos sustentável em 2004, permitindo a conciliação entre moradores, as atividades econômicas e uso racional de recursos naturais. Um dos desafios é manter seu meio ambiente preservado, e a ONG Anjos que Brilham desenvolve trabalho no sentido de transformar crianças em agentes multiplicadores de boas práticas ambientais.

 

ONG Crianças que BrilhamForam doadas 67 camisas para crianças de 2 à 13 anos, e a presidente Sidiane Nascimento priorizou as que participam mais ativamente. “A ONG tem 11 anos deONG Crianças que Brilham criação, e são mais de 300 crianças, mas nem todas são frequentes, e queremos que todas participem mais das atividades de conscientização ambiental, como palestras, teatro, música, mostras de vídeos. Com a doação das camisas, e depois que tivermos as botas e bonés, com certeza as outras crianças serão incentivadas a participar mais assiduamente dos projetos ambientais”.

 

O promotor de Justiça substituto do Meio Ambiente, Saullo Andrade, falou sobre a importância do trabalho realizado pela ONG Crianças que Brilham na formação de agentes ambientais mirins. “Trabalhos como estes são determinantes em uma Unidade de Conservação porque educa na infância para a proteção e preservação. O meio ambiente é de todos, cabe à sociedade defender,  e mais ainda aos que moram dentro de APAs. O Ministério Público através da Prodemac, é parceiro nestas ações, que podem receber incentivos de multas de TACs, pagas por quem comete danos contra o meio ambiente”.    

 

 

Serviço:

Marileia Maciel

Assessoria de Comunicação do MP-AP

Contato: (96) 3198-1616

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.