O projeto “Sicavid: da Prevenção ao Combate” do Ministério Público do Amapá (MP-AP) é finalista do Prêmio CNMP 2016, concorrendo com mais dois projetos na categoria “Redução da Criminalidade”. A lista dos finalistas foi divulgada na última segunda-feira (4) pelo Conselho Nacional do Ministério Público.PGJ Roberto Alvares parabenizando a promotora Alessandra Moro

Segundo a coordenadora do Centro Operacional de Defesa da Mulher – CAOP Mulher, promotora de Justiça Alessandra Moro, o projeto consiste em um conjunto de ações de prevenção e combate à violência doméstica contra a mulher, desenvolvidas pelo Ministério Público do Amapá,

“O mapeamento do perfil socioeconômico do agressor e da vítima, identificado através do Sistema de Cadastro – SICAVID, permite o desenvolvimento de ações estratégicas nas áreas de maior concentração de casos de violência contra a mulher. Estamos honrados em compor a lista dos projetos bem-sucedidos do Ministério Público brasileiro”, destacou Alessandra Moro.

O Prêmio CNMP objetiva dar visibilidade aos programas e projetos do Ministério Público brasileiro que mais se destacaram na concretização dos objetivos do Planejamento Estratégico Nacional do MP.

“A condição de finalista do Prêmio CNMP 2016, nos impulsiona a prosseguir firmes no cumprimento de nossa missão que é a defesa dos direitos da sociedade amapaense. É motivo de muito orgulho para nossa instituição esse reconhecimento nacional”, comemorou o procurador-geral de Justiça Roberto Alvares.

A cerimônia de premiação ocorrerá no dia 21 de setembro, em Brasília (DF), durante a solenidade de abertura do VII Congresso Brasileiro de Gestão do Ministério Público.

SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá

Contato: (96) 3198-1616 / Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.