CAPANa manhã desta terça-feira (13), foram realizadas doações ao Abrigo São José, como parte do cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta – TAC nº 0003206-91.9.04.0001, resultante de um acordo entre o Ministério Público do Amapá (MP-AP) e o senhor Marcial da Silva Oliveira. O ajuste foi editado pela Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Macapá. Na ocasião, o titular da Promotoria Luiz Marcos da Silva recebeu a Gerente-Geral do Abrigo Marlete Ferreira Góes, que recebeu as doações.

 

O TAC é em atendimento à notificação expedida pela Promotoria, em razão da comercialização de produto Gás liquefeito deDentro da Matéria petróleo - GLP, em desacordo com as normas da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível. "Marcial Oliveira possui uma empresa que se apresentava em desacordo com as normas de armazenamento de botijões. Constatou-se que a empresa apresentava armazenamento em quantidade superior à autorizada pela Classe I da ANP, causando, desta forma, prejuízo aos clientes, no que se refere ao risco de vida. Ao todo, Marcial estava armazenando em local inapropriado 120 botijões P/13. Assim sendo, firmou-se entre as partes um TAC para solucionar e inibir outras ações que possam vir a figurar o mesmo ato", explicou o promotor de Justiça, Luiz Marcos. 

 

Marlete Ferreira Góes, representante do Abrigo, agradeceu as doações que estão sendo realizadas pelo MP. “Esses TACs são de suma importância para o nosso abrigo, eles vêm complementar às necessidades que nós temos de cuidar do próximo. Principalmente quando se trata de idosos, que precisam muitas vezes de materiais básicos indispensáveis para os cuidados. Nós ficamos muito felizes com a doação e o apoio do MP e, mais ainda, em ver que essa instituição tem um olhar tão humanizado. Os nossos idosos agradecem”.

 

Fala do promotor“Nós estamos realizando doações para o Abrigo São José, mas já encaminhamos três TACs para a Casa da Hospitalidade (Criança e Idoso) e estamos efetivando uma divisão para tentarmos atender na medida do possível essas e outras instituições que desenvolvem serviços humanitários sem o apoio e suporte necessário e obrigatório que deveriam receber. Nós enquanto Ministério Público ficamos muito contentes em poder realizar esse tipo de serviço”. Ressaltou Luiz Marcos.

 

No que tange às doações específicas deste termo, o abrigo receberá auxílios por meio de parcelas em dinheiro, que contabilizarão aproximadamente o valor de R$ 4.000,00 (quatro mil reais).

 

 

Ascom/MP-AP

Contato: (96) 3198-1616

Email:Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

twitter: MP_AP

Facebook/ministeriopublicoap

 
 

Diário Eletrônico

Edição Data Visualizar
107/2018 21/06/2018
106/2018 20/06/2018
105/2018 19/06/2018
104/2018 18/06/2018
103/2018 15/06/2018
102/2018 14/06/2018
101/2018 13/06/2018
100/2018 12/06/2018
099/2018 11/06/2018
098/2018 08/06/2018
097/2018 07/06/2018

Operação Eclésia

Processos Distribuídos
Res. 110/2014

Sistema Cuidar

Ouvidoria

Plantões

Espelho do MPAP