O Ministério Público do Amapá (MP-AP) encaminhou prestação de contas de dois convênios firmados com o Ministério da Justiça (MJ), através da Secretaria de Reforma do Judiciário (SRJ), para prover ambiente secundário de Tecnologia da Informação (TI), denominado de “Site Backup 1 e 2”. Os recursos, adquiridos por meio de emendas parlamentares do deputado Federal Vinícius Gurgel e do então deputado Federal Luiz Carlos, tiveram por objeto a aquisição de equipamentos para aumentar a disponibilidade dos processos eletrônicos judiciais da instituição e dos jurisdicionados, previstos no Plano de Continuidade de Negócios de TI.

 

O Plano de Continuidade de Negócios de TI do MP-AP consiste em um conjunto de estratégias e procedimentos que devem ser adotados quando a instituição se depara com problemas que comprometem o andamento normal de suas atividades, e a consequente prestação dos serviços à sociedade, tais como desastres, falhas em comunicações e/ou sistemas de informações, entre outros. Desta forma, em 2015, foi elaborado projeto de aquisição e implementação de infraestrutura tecnológica para instalação de ambiente secundário (site backup) visando garantir a continuidade de operação de todos os componentes críticos da infraestrutura de TI, no caso de falha do ambiente principal, reduzindo, assim, a possibilidade de parada das atividades do MP-AP.

 

Com a conclusão da instalação e funcionamento dos últimos equipamentos adquiridos em maio deste ano, as execuções dos convênios foram finalizadas e formalizadas as prestações de contas das verbas federais conveniadas. Para o “Site Backup 1” foram designados R$ 522.000,00 (quinhentos e vinte dois mil) de emenda do deputado Vinícius Gurgel, para a aquisição de equipamentos, enquanto que a emenda do deputado Luiz Carlos destinou para o “Site Backup 2” o valor total de R$ 345.000,00 (trezentos e quarenta cinco mil), contemplando as licenças e execução do serviço de consultoria necessária para interligação dos equipamentos adquiridos. 

 

“Os recursos para implementação dessa importante boa prática mercadológica foram obtidos por meio dessas emendas dos deputados Vinícius Gurgel e Luiz Carlos, assinadas em 2014 e publicadas em 2015. Em virtude dos objetos dos dois convênios apresentarem forte dependência entre si, somente foi possível a conclusão e prestação de contas neste ano”, manifestou a diretora-geral do MP-AP, promotora de Justiça Ivana Cei.

 

 

 

Ascom/MP-AP

Contato: (96) 3198-1616

Email:Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

twitter: MP_AP

Facebook/ministeriopublicoap

  

Diário Eletrônico

Edição Data Visualizar
031/2018 20/02/2018
030/2018 19/02/2018
029/2018 16/02/2018
028/2018 15/02/2018
027/2018 09/02/2018
026/2018 08/02/2018
025/2018 07/02/2018
024/2018 06/02/2018
023/2018/2018 05/02/2018
022/2018 02/02/2018
021/2018/2018 01/02/2018

Operação Eclésia

Processos Distribuídos
Res. 110/2014

Diário Oficial Eletrônico

Ouvidoria

Plantões

Espelho do MPAP