DSC 0002

A coordenadora do Centro de Apoio O peracional do Meio Ambiente (CAOP-Ambiental), promotora de Justiça, Ivana Cei, reuniu nesta quarta-feira (24), com Denei de Oliveira, gerente administrativo da Cooperativa de Peca de Santana, Vivaldo Sena; presidente da Colônia de Pescadores de Santana e com o presidente do Instituto Brasileiro de Pesquisa e Gestão de Carbono (Instituto CO2 Zero), Marcus Andrey Vasconcellos. Durante o encontro foi apresentado, à membro do MP-AP, o projeto que objetiva profissionalizar a área pesqueira da Ilha de Santana e a estruturação da cadeia produtiva da pesca artesanal no estado do Amapá.

O projeto visa estruturar e capacitar pescadores que estão em contato com o comércio pesqueiro, tanto para recebimento, processamento e comercialização da mercadoria, além de construir frigoríficos, fábrica de gelo e um sistema biodigestor para tratamento de fluentes.

De acordo com os idealizadores, uma das prioridades é a construção de um complexo chamado “Casa do Pescador” para formação e desenvolvimento profissional e estruturação para atender pescadores e alunos do curso de Engenharia de Pesca da Universidade Estadual do Amapá (UEAP).

O gerente Administrativo da Cooperativa de Santana, reforça que a ideia é fortalecer a área pesqueira e instalar uma linha de microcrédito para atender aos pescadores, e que tenham acesso à compra de insumos. “O projeto foi adaptado a partir de pesquisas direcionadas à área de logísticas em que constataram a baixa no orçamento econômico do produto pesqueiro. Isso ocorre por falta de infraestrutura adequada e a formação dos profissionais da área”, completou Denei de Oliveira.

“Nossa preocupação é deixar um legado para as próximas gerações que estão por vir. Hoje os filhos de pescadores já não querem trabalhar com a pesca, por falta de estrutura e incentivo”, finalizou o presidente do Instituto CO2 Zero, Marcus Vasconcellos.

A promotora Ivana Cei ressaltou que  a valorização da pesca é imprescindível para geração de empregos e desenvolvimento da profissionalização local e o MP-AP, será parceiro do projeto para que a execução seja realizada o mais breve possível.

“O MP-AP  poderá ser um braço de apoio para a formatação  da atividade em todo o Estado. Sem a instrumentalização e capacitação da pesca, em nossa área territorial, acabamos perdendo  para Pará, pois pescadores do Estado vizinho vem pescar em nossa Costa com barcos e equipamentos de Ponta, dificultando  que  nosso  pescado  circule  no Amapá”, informou.

 

Serviço:

Anita Flexa - Estagiária de Jornalismo

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Estado do Amapá
Contato: (96) 3198-1616
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Diário Eletrônico

Edição Data Visualizar
178/2020 18/09/2020
177/2020 18/09/2020
176/2020 16/09/2020
175/2020 15/09/2020
174/2020 14/09/2020
173/2020 11/09/2020
172/2020 11/09/2020
171/2020 10/09/2020
170/2020 09/09/2020
169/2020 08/09/2020
Ver todos

Canais de Atendimento

Ouvidoria

Promotoria da Saúde

Corregedoria-Geral

Decisões dos Órgãos Colegiados
Res. 173-CNMP

Processos Distribuídos
Res. 110/2014

Sistema Cuidar

Plantões

Espelho do MPAP

Plenário Virtual

Podcast do MP-AP

Mapa das Ouvidorias

Olá! Posso ajudar?
Sofia - Assistente Virtual
Online
  • 05:01     Sofia
    Olá, seja bem-vindo! Meu nome é Sofia, sou assistente virtual do MP-AP.
  • 05:01     Sofia
    Em que posso ajudar? 😊
  • 05:01     Selecione uma das opções